Games Workshop na CCXP 2017.

Games Workshop na CCXP 2017.

 

Hello Reader!

 

This is the Portuguese version of our article about Games Workshop’s participation on CCXP 2017 here in Brazil. You can click this handy link for the English version of this article.

 

+++

 

Olá Leitor!

 

O ano de 2017 ficará marcado na história do hobby dos wargames no Brasil como o ano em que os produtos da Games Workshop aportaram por aqui uma vez mais, desta vez pelas mãos de um novo distribuidor, pondo termo ao tenebroso período em que a marca ficou nas mãos de um representante inescrupuloso, e iniciando uma nova era para a marca e seus produtos aqui no Brasil.

Em janeiro de 2017 anunciamos em primeira mão para os leitores do blog em nossa página no Facebook (já encorajei vocês a nos seguirem e em nosso Instagram não é? Temos conteúdos exclusivos nessas redes) que em breve teríamos os produtos da Games Workshop disponíveis oficialmente no Brasil uma vez mais, o que confirmamos logo em seguida ao revelarmos que a nova importadora era uma empresa até então desconhecida da comunidade, a Solid Import, e que essa iniciativa era fruto dos esforços dos sócios da empresa Daniel Rosa, Diego Oliveira e Eric Hutter, este último um membro ativo na comunidade dos jogos da Games Workshop aqui no Brasil.

 

Até fizemos essa imagem maneira pra avisar que a GW estava chegando por aqui.

 

Desde então tivemos a chegada por aqui de pelo menos duas remessas de produtos através da Solid Import, a primeira delas ainda no começo do ano, em fevereiro de 2017, e a segunda delas no final do ano (embora estivesse sendo prometida para depois do Carnaval, essa remessa só chegou às lojas oito meses após os festejos de Momo) agora em novembro de 2017. A chegada dos produtos GW no Brasil foi pontuada pelas discussões sobre os preços praticados por aqui e pela realização de diversos eventos de divulgação, realizados notadamente nas lojas que se tornaram revendas) para expor o novo produto aos seus consumidores (temos notícia de pelo menos três deles, um na BAZAR MAGIC, um na FNAC e um na LEITURA. Segundo a distribuidora e as revendas (em releases e comentários divulgados em suas respectivas redes sociais) esses eventos têm tido muito sucesso em apresentar o hobby GW a toda uma gama de novos entusiastas.

 

Com o ano rapidamente chegando ao fim, recebemos com surpresa o anúncio publicado em 29 de novembro de 2017 na página da Games Workshop Brasil (canal através do qual a importadora interage com a comunidade) de que a Solid Import estaria presente na Comic Con Experience 2017 (CCXP 2017, realizada em São Paulo entre os dias 07 e 10 de dezembro de 2017). Esta seria a primeira grande ação de marketing da nova importadora, apresentando os produtos da Games Workshop para a massa de participantes do grande evento que a CCXP vem se tornando, e dada a natureza dos visitantes um público consumidor em potencial, o que aumentaria a difusão do que chamamos de “hobby GW” pelo Brasil (hobby GW é o hobby de colecionar, montar, pintar e jogar com os modelos produzidos pela empresa).

 

O anúncio original da participação da “Games Workshop Brasil” na CCXP 2017.

 

O anúncio causou estranheza a principio, já que nem Games Workshop tampouco a Solid Import constavam na lista de expositores da CCXP 2017, contudo logo veio o anúncio de que a importadora brasileira estaria compartilhando o stand da Bazar Magic, uma das revendas no Brasil dos produtos da Games Workshop.

 

Novo anúncio avisando que a marca estaria no evento em uma parceria com a Bazar Magic.

 

Lista de expositores da CCXP 2017.

 

Olha a Bazar Magic ali no canto inferior esquerdo.

 

Não preciso nem dizer que após superada a surpresa inicial, fiquei super animado com a perspectiva de ver a Games Workshop sendo apresentada na maior convenção nerd que rola aqui no Brasil e ao mesmo tempo mega frustrado por não ter comprado ingressos para ir nesta edição. Mas eu não podia deixar de cobrir um momento tão importante para o hobby aqui no Brasil, assim, embora eu não fosse à CCXP 2017, arregimentei a ajuda de alguns amigos que iam esse ano, o Guilherme Góes, o Jefferson Filgueira e o Marlos Alves, para que atuassem como meus correspondentes registrando a presença da GW no evento, inclusive enviei pelo Jefferson algumas perguntas que entendo pertinentes para que possamos divisar o futuro da Games Workshop aqui no Brasil nas mãos da Solid Import e saber como foi esse primeiro ano por aqui.

 

O stand da Bazar Magic em toda sua glória. Espaçoso e em uma esquina, atraiu muita atenção nos quatro dias do evento.

 

 

 

Quem foi desavisado até a CCXP esperando deparar-se com um stand da Games Workshop encontrou somente o espaço da Bazar Magic, esta sim a real expositora, que dedicou parte de uma de suas vitrines aos produtos da Games Workshop, juntamente com os demais produtos comercializados pela loja.

 

Interessados diante da vitrine contendo os produtos GW.

 

Uma foto mostrando os produtos GW levados para a CCXP 2017.

 

Embora o stand não contasse com mesas de demonstração e espaço para jogos, presentes nos eventos realizados anteriormente ao longo de 2017 nas revendas, a equipe da Solid Import presente no evento fez o dever de casa, tanto ao montar uma vitrine atrativa com diversos modelos pintados em exibição, como ao engajar ativamente os interessados explicando os passos para iniciar no hobby GW.

 

Posicionamento estratégico desse Forgefiend pintado.

 

Novos Plague Marines da Death Guard já pintadinhos. Esses são os da caixa DARK IMPERIUM.

 

WAAAGH! O poderoso Ghazghkull Thraka pintado em toda sua gloriosa glória (sim é o mesmo Thraka do “Rumble in the Jungle III – O Imperium Contra Thraka”).

 

Orks acompanham seu warboss.

 

Pox Walkers da Death Guard.

 

Modelos de Age of Sigmar, a nova linha de fantasia medieval da Games Workshop que substituiu o Warhammer Fantasy.

 

Khorne Berserkers da caixa básica de Age of Sigmar.

 

Mais modelos do Age of Sigmar.

 

Sigmaritas de Age of Sigmar e Space Marines dos Ultramarines dividem uma das prateleiras. Azul por todo lado.

 

Mais sigmaritas. OLHA ALI UM STARDRAKE!

 

Ei Marlon! Olha ali no canto um Land Raider pintado por você (eu reconheceria as marcas do Van Halen e essa carne podre em qualquer lugar).

 

A mão de gastar dinheiro chega a coçar!

 

Como as fotos que ilustram este artigo demonstram, o stand da Bazar Magic era bastante grande e segundo nossos correspondentes ficou movimentado durante todo o evento, o que certamente resultou em uma grande exposição dos produtos GW em exibição. Além disso, a gama de material exposta e disponível para compra no local ia desde os starter sets e caixas “Start Collecting” até alguns dos lançamentos mais recentes como os kits “easy to build” de Primaris Intercessors Space Marines, Pox Walkers e Death Guard, garantindo que quem quisesse podia levar pra casa na hora miniaturas e tintas.

 

Diversas caixas “Start Collecting” direcionadas para iniciantes no hobby, tanto do Warhammer 40.000 quanto do Age of Sigmar.

 

A vitrine com produtos GW vista pelo lado de dentro.

 

Mais alguns kits disponíveis no stand.

 

Meus olhos me enganam! São tintas ali? TINTAS!

 

 

Nessa foto aparece o Osmar Azevedo, um dos membros da equipe da Solid Import, atendendo os interessados.

 

Entre suas idas e vindas pela CCXP o Jefferson achou um tempinho para entrevistar a galera da Solid e fazer as perguntas que eu tinha enviado, tendo sido respondido pelo Eric Hutter.

 

As perguntas enviadas foram as seguintes:

 

01 – A primeira carga com produtos chegou ao Brasil no inicio de 2017 e a segunda delas somente agora no final do ano. Qual o motivo do grande intervalo entre as entradas do produto no Brasil? É essa a quantidade de remessas que podemos esperar aqui no Brasil?

 

02 – Nos parece que a distribuidora tem dado ênfase aos kits direcionados aos iniciantes com as caixas “start collecting” e os recentes “easy to build models”. Quando veremos toda a gama de produtos GW por aqui?

 

03 – Falando na gama de produtos GW, e as tintas? Para um hobby onde a montagem e pintura dos modelos é essencial, nós estamos vendo muito pouca tinta sendo trazida ao país (em quantidade e variedade). Seria esse um equivoco da distribuidora? Quando podemos esperar um fluxo desse produto no país? E os primers em spray? A distribuidora anterior trouxe esse produto, a atual suprirá a demanda dele?

 

04 – Blood Bowl é um imenso sucesso da GW. Qual o motivo desse jogo não estar sendo trazido ao país?

 

05 – Temos acompanhado nas redes sociais que a GW Brasil, ou seja, a nova distribuidora está fazendo ações pontuais de marketing, notadamente quando uma loja passa a vender o produto organiza-se uma demonstração dos jogos. A presença de vocês na CCXP foi uma surpresa e a maior ação de marketing do produto GW até agora. Qual a expectativa de vocês em relação ao evento?

 

06 – Tivemos produtos já obsoletos sendo trazidos ao país, como os codexes da 7a. Edição, isso na iminência e também após o lançamento da 8ª edição do Warhammer 40.000. Quais critérios estão sendo empregados pela distribuidora para definir quais produtos serão trazidos ao Brasil?

 

07 – Podemos esperar num futuro próximo lançamentos simultâneos ou com um curto intervalo de tempo entre o lançamento e a chegada no Brasil?

 

08 – Existe uma reclamação constante com relação a precificação dos produtos GW no Brasil. Pudemos perceber uma leve diminuição entre os preços da primeira e da mais recente remessa. Quais medidas estão sendo adotadas pela distribuidora para tornar o produto GW mais acessível ao mercado Brasileiro?

 

09 – Qual a avaliação de vocês com relação a aceitação pelo mercado do produto GW? Quais as expectativas para o ano vindouro?

 

10 – A GW promove e dá apoio a torneios e eventos nos países onde está instalada. Como fica o suporte à comunidade já estabelecida no Brasil? A GW Brasil/Solid Importa pretende promover torneios e eventos aqui no Brasil? E o suporte aos eventos independentes e aos clubes?

 

Como o áudio ficou bastante extenso, e para evitar que este artigo se transforme em um tratado científico com a transcrição das respostas do Eric, optamos por apresentar o áudio original da entrevista (como o áudio não tem edição ele é um pouco extenso e barulhento às vezes, já que foi gravado dentro do stand da Bazar Magic lá na CCXP).

 

 

 

Devo admitir ter ficado um tanto decepcionado em não ver a marca Games Workshop exposta com maior visibilidade. Entendo que o pessoal da Solid Import possa ter sido convidado a participar pelo lojista expositor meio em cima da hora, mas penso que a marca merecia um holofote muito maior do que meia vitrine. Se a importadora já ficou satisfeita com o resultado de sua participação com meia vitrine rendendo a venda de 80% do estoque no segundo dia (como apontado pelo Eric na entrevista), fico imaginando quão melhor poderia ter sido esse resultado se a marca estivesse exposta em stand próprio, com espaço para a realização de jogos, workshops de pintura, demonstrações e, claro, um espaço de vendas temático (como a loja Harry Potter). Estou sonhando? Acho que não já que lá em 2008 o pessoal da Hobby Delivery entregou um stand desse jeito no que era, na época, o maior evento nerd no Brasil (o hoje extinto EIRPG).

 

A loja de Harry Potter na CCXP 2017.

 

Pra passar o tempo na fila (que segundo relatos durava em torno de duas horas) tinha uma quadra de Quadribol, onde dava pra tirar umas fotos bacanas.

 

A presença da GW no EIRPG de 2008.

 

Ainda no EIRPG de 2008, mesas repletas de pessoas aprendo a pintar. Ao final, cada um levava seu modelo para casa.

 

O registro, também no EIRPG de 2008 das mesas de demonstração dos 3 sistemas comercializados pela GW à época.

 

A meu ver ficam patentes duas coisas com a participação da Solid Import juntamente com a Bazar Magic na CCXP 2017. A primeira delas é que o apelo que os produtos da Games Workshop tem junto ao público é inegável, evidenciado pela quantidade de pessoas que abarrotando o stand da Bazar Magic, perguntaram, tiraram fotos e que como já mencionamos acima compraram 80% do produto disponível ainda no segundo dia da CCXP 2017, e que o único fator limitante para que o hobby GW exploda de uma vez por aqui é a questão dos preços praticados no mercado.

 

A loja da Bazar Magic estava assim do lado de dentro.

 

A segunda impressão que tenho é que embora tenha tido grande sucesso em sua passagem pela CCXP 2017 a importadora desperdiçou o potencial do evento para chutar de uma vez a porta do mercado apresentando a Games Workshop com todo o estardalhaço que ela merece. Mesmo assim fica claro pelas fotos e pelos relatos de nossos correspondentes (e de mais uns amigos que estiveram por lá) que o prospecto para o futuro da Games Workshop por aqui é brilhante já que o mercado existe sim e está pronto para ser explorado, e sempre existe o ano que vem. Se o intuito da Solid, como mencionado pelo Eric, é mesmo mostrar serviço e impressionar a Games Workshop lá na Inglaterra, o momento de começar a pensar a presença na CCXP 2018 é agora, garantindo que na edição do ano que vem a marca esteja representada com toda a pompa e circunstância que merece, afinal de contas estamos falando da maior empresa do ramo de wargames do mundo.

 

Impressionante mesmo foi esse cosplay de Space Marine dos Blood Ravens que apareceu na CCXP 2017. Imaginem alguns desses em um stand da Games Workshop no ano que vem?

 

Ai o Guilherme todo faceiro com o Space Marine e uma Sister of Battle. Os cosplays incríveis foram obra do Yuri Pessoa e da Alice Dornas que viajaram de Minas Gerais para o evento. Parabéns aos dois … INCRÍVEIS!

 

Críticas a parte, ficam registrados aqui os meus parabéns pela participação no evento, bem como meu desejo para que em 2018 o hobby GW engrene ainda mais por aqui, torcendo para que ouvindo a comunidade a importadora passe a trazer ainda mais tintas e uma maior variedade de kits para nosso mercado. O futuro do hobby GW aqui no Brasil nunca pareceu melhor que isso!

 

Quer fazer parte da conversa? Comente ai embaixo o que achou do artigo, suas impressões sobre a entrevista realizada e vamos trocar uma idéia.

 

Grande abraço e até breve.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *